quarta-feira, 6 de fevereiro de 2008

QUARESMA, TEMPO DE CONVERSÃO

A Quaresma é tempo conversão, tempo de silêncio, de penitência, de jejum e de oração.

A liturgia do tempo quaresmal mostra-nos a esmola, a oração e o jejum como o princípios da Quaresma.


Pe. Paulo Ricardo da Comunidade Canção Nova, nos fala um pouco sobre este tempo liturgico e nos ensina como viver bem este tempo de conversão.


Na Igreja existe "Ano Litúrgico", e nós estamos entrando hoje no tempo da Quaresma.

O Ano Litugico é uma forma de a Igreja nos levar por um caminho de santificação um caminho de santidade, neste tempo vivemos toda a história da salvação por Cristo. Existem tempos fortes, tempos da graça, Kairós, o tempo em que Deus age de forma especial neste caminho de santificação. A Quaresma é este tempo da graça que é voltado para a conversão. Deus todos os anos através a Igreja nos convida a 40 dias de intensa penitência, 40 dias em que nós de alguma forma nos retiramos da mundanidade se para preparar a passagem, para se preparar para a Páscoa. Veja que este é o centro de nossa vida espiritual a passagem da Morte para a Vida, a passagem da vida de pecado para a vida nova em Deus, isto é Páscoa.

Estando próxima esta passagem, como é que nos vamos passar de um tempo de morte, de pecado, para um tempo de graça e de vida nova?

A igreja todos os anos então nos dá o tempo da Quaresma, estes 40 dias em que nós vivemos a primeira fase desta passagem, são 40 dias em que nós vivemos um periodo de penitência bem conscientes de nossos pecados, bem conscientes de que nós temos que matar o homem velho. É um retiro que a Igreja propõe para todos os fiéis. Neste tempo de quaresma a Igreja pede que nos abstenhamos de festas, nos abstenhamos de envolvimentos com coisas que possam nos distrair, e nos concentrarmos na nossa conversão, no nosso pecado, este tempo pede que façamos penitância e mudemos de vida, é vivendo esses 40 dias de morte que nos preparamos para a passagem a Páscoa, passagem para uma vida nova.

Então já podemos notar que o ano liturgico os tempos da Igreja são uma "escola", é um recurso pedagógico da Igreja, e que quer conduzir os seus filhos a uma escola de espiritualidade e santificação, mas não é somente um recurso pedagogico é algo que acontece de verdade no nível sobrenatural e espiritual, ou seja, realmente o tempo da Quaresma é um tempo da graça é um tempo em que a graça de Deus opera se o homem coopera, é um tempo em que a graça de Deus está mais ativa, é o tempo oportuno para a nossa conversão, é por isso que a Igreja convida você a abraçar o tempo da quaresma como uma escola de santidade você pode viver este tempo e se encontrar com a graça de Deus.


Bento XVI recorda práticas da Quaresma

Na Audiência Geral desta quarta-feira de Cinzas, início da Quaresma, o papa Bento XVI dedicou sua meditação a este tempo litúrgico. “Ser cristãos realiza-se sempre como um novo tornarmo-nos cristãos: nunca é uma história concluída, mas um caminho que exige continuamente um novo exercitar-se”, destacou o Papa.Trata-se, de um “caminho de conversão”, de um “momento favorável” para “renovar o nosso abandono filial nas mãos de Deus e para pôr em prática o que Jesus continua a repetir-nos , exortando-nos a renegarmos a nós mesmos, tomando a sua cruz para O seguir”.

O papa afirmou, que "É na Cruz de Cristo, no amor que se dá a si mesmo, que renuncia à posse de si mesmo, que se encontra aquela profunda serenidade que é nascente de generosa dedicação aos irmãos, especialmente aos pobres e aos necessitados, e isto dá-nos também a alegria. E assim se avança pelo caminho do amor e da verdadeira felicidade”.

Bento XVI recordou as três práticas tradicionalmente propostas pela Igreja na Quaresma: oração, jejum e esmola. O pontífice destacou que foi justamente à esmola que dedicou a sua Mensagem Quaresmal deste ano, observando que a esmola não só ajuda os pobres mas ajuda também a quem partilha os seus bens levando-o a desapegar-se das riquezas materiais e a dedicar-se mais aos bens espirituais.


O que você quer oferecer a Deus na Quaresma?

O Evangelho de hoje (Mt 6,1-6.16-18) nos pede três exercícios, o jejum, a esmola ou caridade e oração. Meu irmão aproveite este tempo para orar mais, para se afastar de coisas que tiram sua atenção de Deus, viva intensamente com um coração arrependido esta Quaresma, reveja sua vida e diga, o que podes oferecer hoje em peitência?

Deus nos Abençoe!
Seu irmão Luiz Alfredo

3 comentários:

Bel disse...

Oi Luizinho,
Gostei muito do texto sobre a quaresma. É um texto muito bem escrito, onde nos ressalta a importância e o valores de vivermos a quaresma.
Ficarei "freguesa" dessa blog que é tanto informativo quanto interativo. Quem sabe um dia desses eu escreva alguma coisa e te peça pra expor aqui né?! Até lá, isso fica no projeto. Abraços. Izabel:-)

dri disse...

Luiz, não nos conhecemos pessoalmente mas como "existem amigos que nos levam a Jesus" você com certeza é um deles. Agradeço por existirem pessoas como vc. Adorei este espaço e vou estar sempre aqui. A paz sempre. bjs Adriana

Dam disse...

Luiz tu es abençoado mesmo sem entender... fica firme na graça do Senhor...so peço a Deus que te cubra de benção sempre...
Somos mais que amigos, somos anjos que o senhor enviou,podemos gritar para o mundo ouvir, sou um anjo que o senhor enviou pra vc... CDAFMSE forever