quarta-feira, 22 de julho de 2009

Pra que tanto sofrimento?

sofrimento[1]

Quem nunca parou pra pensar sobre a vida e se deparou com seus sofrimentos?

Com certeza você já se fez essa pergunta: pra que sofremos?

Estive refletindo sobre isso nesses dias e hoje quis falar sobre esse assunto que tanto nos intriga, e que é uma coisa que estou vivendo neste tempo.

Hoje, em oração, pedi para o Senhor me mostrar uma passagem que falasse daquilo que estou vivendo, pois tenho no coração esse desejo de partilhar a vida com vocês, e mais que isso, levar a você a evangelização e a fé, que é o âmbito central desse blog.

Deus me mostrou a passagem que está em Eclesiástico, no capitulo 30 e no versículo 1: Quem ama o filho não lhe poupa o chicote para poder mais tarde alegrar-se com ele.

Será que temos essa capacidade de enxergar o amor de Deus em meio a tanto sofrimento? Temos a capacidade de enxergar o amor de Deus se manifestando no sofrimento?

Folheando um pouco mais a bíblia, me deparei com uma passagem do novo testamento que diz exatamente sobre o sofrimento, que está em Hebreus 12 (4-12):

A pedagogia do sofrimento

Vós ainda não resististes até o sangue, na vossa luta contra o pecado, e já esquecestes as palavras de encorajamento que vos foram dirigidas como a um filho:

“Meu filho, não desprezes a correção do Senhor, Não te desanimes quando ele te repreende; pois o Senhor corrige a quem ele ama e castiga a quem aceita como filho”.

É para a vossa correção que sofreis: é como filhos que Deus vos trata. Pois qual é o filho a quem o pai não corrige? Pelo contrário, se ficais fora da correção aplicada a todos, então não sois filhos, mas bastardos. Ademais, tivemos os nossos pais humanos como educadores aos quais respeitávamos. Será que não devemos submeter-nos muito mais ao Pai dos espíritos, para termos a vida? Nossos pais humanos nos corrigiam como melhor lhes parecia, por um tempo passageiro; Deus, porém, nos corrige em vista do nosso bem, a fim de partilharmos a sua própria santidade. Na realidade, na hora em que é feita, nenhuma correção parece alegrar, mas causa dor. Depois, porém, produz um fruto de paz e de justiça, para aqueles que nela foram exercitados. Portanto, firmai as mãos enfraquecidas e os joelhos vacilantes, tornai retas as trilhas para os vossos pés, para que não se destronque o que é manco, mas antes seja curado. PALAVRA DO SENHOR! GRAÇAS A DEUS!

Deus nos ama com amor de pai, e o pai, por amor, corrige aos filhos quando necessário. Deus não quer o nosso sofrimento, apenas quer o melhor pra nós. E como pai amoroso que é ele nos permite passar pelo sofrimento, para que aprendamos a ser melhores, para que aprendamos a vencê-los. Quando vencemos os sofrimentos, estamos vencendo os nossos limites, vencendo o homem velho, vencendo as tentações. Só entra no céu quem é santo e busca a santidade, e ser santo é ser vitorioso como Jesus foi vitorioso.

O CÉU NÃO É LUGAR DE FRACASSADOS!

Desculpe a sinceridade, mais de fracassados não pode ser feito o céu. O céu é o maior tesouro, é lugar de vencedores.

SÓ TEM DIREITO AO CÉU QUEM LUTOU PELA VIDA ETERNA!

Quando digo lutar, falo sobre lutar contra as nossas lepras, nossos pecados, lutar contra as tentações que nos assolam. Deus nos quer vitoriosos!

Quer parar de sofrer? Então lute para alcançar o céu!

O SOFRIMENTO É CONSEQUENCIA DO NOSSO FRACASSO!

E Deus é tão bondoso e compassivo, o pai que nos conhece por inteiro nos dá uma forma de facilitarmos esse processo. Para sermos considerados vencedores, basta assumirmos a batalha.

PARA ALCANÇAR O CÉU, DEVEMOS NOS DECIDIR POR LUTAR!

E se estamos firmes nessa decisão de lutar e caímos, Deus nos dá a oportunidade de irmos pro segundo round, mais para isso precisamos cair de joelhos em um confessionário e lá, receber o perdão divino pelas mãos do sacerdote.

Sozinhos, não chegaremos a lugar algum, mas com Deus conseguiremos seguir adiante, porque se fez pão dos homens. Ele morreu por você e faz questão de morrer todos os dias na santa missa.

SUAS FORÇAS PRA LUTAR ESTÃO EM CRISTO! O PÃO VIVO QUE DESCEU DO CÉU PARA SE FAZER PAO DOS HOMENS!

Se você se decidiu por lutar, você merece uma salva de palmas, porque você decidiu por buscar as coisas do alto, você decidiu pela porta estreita. Você é um vencedor por decidir pelo caminho mais difícil, mas cujo destino é o mais belo de todos!

Estamos juntos na caminhada, que é difícil, e por isso Deus nos estende a mão!

Oremos todos os dias de nossas vidas, para que tenhamos força para seguir adiante na caminhada, e quando menos vontade de rezar você tiver, é quando você mais deve rezar.

felicidade

“Os que plantam sementes entre lágrimas, colherão alegria.”

Estejamos firmes nessa caminhada e que a paz do Senhor esteja com todos vocês!

Seu irmão, Gabriel Vasconcelos

sexta-feira, 17 de julho de 2009

SE TU OLHARES SENHOR PARA DENTRO DE MIM!


Hoje quando olho para dentro de mim, não consigo encontrar nada de bom, sou pecador, fraco e infiel, é como se olhasse para uma vaso de planta, com terra apenas, uma terra ressecada que já não gera mais vida, mas quando fui até Deus e mostrei a Ele como eu estava, tive a certeza de que é Deus quem cuida de mim.

Irmãos que alegria quando estamos vazios e nos entregamos ao Senhor, no fundo de nosso coração percebemos que existe ainda uma esperança de vida, existe uma vontade de ser melhor, é como se fosse uma pequena semente que foi lançada na terra, o homem não pode ver o milagre que acontece por dentro da terra, e quando esta pequena semente mostrar suas primeiras folhas, ela já estará forte com raízes e germinando a vida por entre a terra, buscando o alto.

Certa vez havia uma pequena casa, e nesta casa havia um jardim. Neste jardim havia de tudo um pouco, muitas plantas e flores, porém este jardim era vazio de vida, ali não habitavam os pássaros e nem mesmo os pequenos insetos que encontram nesses jardins sustento para sua vida, pois todas aquelas plantas e flores eram na verdade ervas daninhas. Em uma tarde de verão, um homem passou por este jardim e viu que ali era preciso fazer uma mudança, pois por mais que parecesse que aquele jardim estava repleto de plantas, na verdade não havia nada de bom, eram apenas as ervas daninhas que viviam ali. Este homem então bateu naquela casa e disse ao dono da casa:
- Boa tarde! Eu passava por aqui e vi que o seu jardim precisa de limpeza e venho oferecer meus serviços, e não cobro nada por isso!
O dono da casa não quis dar ouvidos e disse que não precisava disso, que ele mesmo cuidava deste jardim. O tempo passou, o jardim começou a demonstrar por si próprio que apenas as ervas daninhas poderiam viver ali, e nem mesmo as pequenas flores que haviam ali antes agora existiam mais... tudo começava a ser sufocado... Porém anos depois, em um inverno intenso o dono da casa percebeu que seu jardim estava tão feio que já refletia em sua casa, o seu jardim já estava todo destruído! Ele então se lembrou daquele homem que tão bondosamente se prontificou a arrumá-lo, porém não tinha como ir encontrá-lo pois ele nem se quer disse quem era, mas o dono da casa desejou em seu coração que um dia este homem voltasse, pois ele sozinho já não poderia trazer vida novamente àquele pequeno jardim, sendo que um dia ele acreditou que o que havia ali antes era um verdadeiro jardim... O que o dono da casa não sabia é que aquele bondoso jardineiro morava muito perto e passava por ali todos os dias e sempre acompanhava a situação daquele jardim, e foi em um dia desses que saindo de casa viu novamente aquele homem sorridente olhando para o seu jardim, o dono da casa se alegrou e disse:
- Meu senhor, preciso que o senhor mude o meu jardim, restaure-o, pois já perdi o controle, e se não for lhe pedir muito gostaria que o senhor cuidasse de minha casa também.
Pensem bem, para quem não queria deixar nem sequer o deixar cuidar do jardim, agora entregava toda a casa. Aquele homem então entrou ali e fez uma transformação, arrancou tudo o que era mal, todas as ervas daninhas, pragas e parasitas foram arrancadas sem dó. A casa foi restaurada e voltou a ser como era quando foi construída, porém o pequeno jardim ficou vazio, e aos olhos dos que ali passavam parecia que tudo foi “abandonado”. Quando o dono da casa viu aquilo, ficou triste, pois viu que nada restou, e ele havia cultivado este jardim desde muito cedo em sua vida e agora só tinha um monte de terra revirada. O jardineiro sorriu e disse:
- Pronto, agora tudo será diferente!
O dono da casa mesmo com receio aceitou o serviço e ficou esperando o resultado, mas não fez nada para que este jardim fosse para frente. O jardineiro fez a parte dele, limpou e plantou novas sementes, mas era preciso regar diariamente, tiras os matinhos que nasciam e proteger do sol forte e das tempestades, mas o homem descuidou e achou que tudo estava perdido, achou que já era tarde para tentar recuperar aquele trabalho feito com tanto carinho pelo jardineiro... Mas um dia o jardineiro reapareceu e sorriu dizendo:
- Meu filho, não te entristeças, a sementes que plantei são eternas e só irão morrer se você mesmo decidir arranca-las e joga-las fora, enquanto estas sementes estiverem aí, existirá vida, existira uma explosão de vida a germinar desta terra, confie, e faça a sua parte, pois eu sou Deus e nunca desisti de ver o jardim de sua vida repleto de flores!

Vejam que lindo o amor de Deus por cada um de nós! Eu sou o dono da casa, sou aquele que negou Jesus, mas que um dia viu que sem ele eu não poderia vencer o mal. Primeiramente Ele me buscou em um momento oportuno, no "verão", pois logo viria o "inverno". Eu esperei o inverno chegar para permitir que Ele entrasse em minha vida. Ele veio, retirou o mal, e me deixou uma uma missão, uma ordem, faça a sua parte, e eu fiz? Não, não fiz, fiquei sentado esperando ver logo as primeiras folhas, o tempo passou e nada aconteceu... o erro foi de Deus? Não, foi meu que não reguei o meu jardim, fiquei apenas dizendo a todos, olhem o meu jardim, o Senhor passou por aqui e fez uma transformação, porém onde estão as flores? É este o momento que tenho vivido em minha vida, e graças a Deus o Jardineiro voltou, mas não para plantar novamente e sim para me ensinar a cuidar do que já foi plantado.

Deus me mostrou essas sementes, e elas foram plantadas no dia em que entreguei minha vida a Ele, porém Deus está agindo em minha vida, agindo eu meu coração, mas falta que eu faça a minha parte. Talvez eu ainda não tenha feito por não perceber, pois o amor de Deus é algo tão singelo que toda a minha perturbação não me permitiu ver a vida ressurgindo por entre os grãos de terra. Onde estão os meus cuidados para não deixar esta sementes morrerem?

Meus queridos irmãos, este é um testemunho de que não podemos ficar parados esperando acontecer, precisamos é de atitude acima de tudo, mesmo que ainda não vejas os primeiros ramos, creia e lute por este ideal!

E hoje lhe pergunto, você já viu como está o jardim de sua vida? Para vê-lo é preciso sair de casa, atravesse a rua e olhe como está a sua casa, e quando digo casa digo sua vida, veja o seu jardim, faça uma análise, e peça para que um dia este jardineiro bata em sua porta também, se Ele não bater eu te digo onde encontra-lo, no sacrário mais próximo! Sim é lá que Ele te espera e está pronto para te servir, pronto para mudar o seu jardim!

E você que como eu já abriu as portas para que Ele entre, você tem cuidado das sementes? Tem zelado pelas flores quando vem a tempestade? Ou tem abandonado tudo por medo de não conseguir fazer nada?

Hoje tomei a decisão de não vou desistir de lutar, pois enquanto houver a esperança de um dia eu ser melhor, de um dia ser livre do pecado essa pequena semente não irá morrer!


"JESUS EU CONFIO EM VÓS!"
Deus nos abençoe!
Seu amigo irmão Luiz Alfredo

sexta-feira, 10 de julho de 2009

PARA ONDE DEVO OLHAR?

Olá irmãos em Cristo, Paz e Bem a todos!

Poxa, nem acredito que depois de tanto tempo sem postar no blog, consegui hoje voltar a ativa, graças a Deus! Antes de mais nada gostaria de me desculpar a todos os que acessam o blog.

Neste período de “afastamento” vivi muitas experiências das quais hoje partilho uma com vocês. Mesmo distante do blog, não perdi o hábito de escrever sempre, pois assim consigo refletir melhor sobre a minha vida, porém não vou ficar preso no que escrevi, pois é muita coisa, afinal são quase 6 meses de partilhas... Minha partilha de hoje, remete a algo muito pessoal, que diz respeito a minha intimidade com Deus

No começo deste ano, mais exatamente no mês de março comecei a enfrentar alguns problemas nos meus trabalhos, sendo eles pessoais e paroquiais, fiquei sem meu equipamento de trabalho por aproximadamente 3 meses, e muita coisa foi ficando para trás, começaram as cobranças, e tentando correr contra o tempo, me perdi no caminho e quando olhei para trás já não sabia onde estava, com quem estava... nem mais me reconhecia, me transformei em alguém triste, depressivo, sem vontade de rezar, com vontade de me jogar em um canto e ali ficar.


Era algo físico que atingiu o espiritual. Perecia que tudo a minha volta estava diferente, nada mais já sustentava a minha fé, parecia que já não havia mais chão para se pisar, o céu se fechou, tudo escureceu. Eu mesmo perdido não desisti de caminhar, pois se eu ficasse parado no mesmo lugar realmente não encontraria uma saída. Nessas andanças bati a cabeça, pois tribulações e tribulações vieram, e mais coisas foram me pressionando contra a parede. Pedi ao Senhor que viesse em meu socorro, pois eu já estava ao ponto de me entregar mesmo ao desespero. Confesso que não foi fácil e não está sendo fácil ainda hoje. Mas em um certo dia, eu estava deitado em minha cama, já pronto para dormir, e senti uma presença muito forte de alguém ao meu lado, esse alguém era Jesus, foi algo muito bom de sentir, agradeci a Deus por me dar este sublime momento, foi como se eu estivesse me afogando e de repente alguém me puxasse para fora da água para respirar. Fiquei ali ainda deitado pensando o porque disto estar acontecendo neste momento, e vi que esta era uma resposta de Deus aos meus questionamentos, pois sempre perguntava para onde devo olhar? E naquele momento tomei posse da verdade de que deveria fixar meu olhar em Jesus! Meu Deus que maravilha, que alívio, o tempo todo eu quis olhar para os lados sendo que eu precisava apenas olhar para o alto, e olhando para o alto percebi que dentre todas as nuvens escuras e carregadas daquele céu fechado, havia um raio de luz que atravessava aquela escuridão e iluminava a minha vida. Pude perceber que Deus sempre me guiou mesmo que pelas trevas, Ele não me abandonou, mesmo eu estando sujo pelo pecado, pelo desânimo Ele me guiava, foi então que tive forças para levantar, forças para “mudar o jogo”. Fiz uma reflexão sobre a minha vida, e vi que preciso aprender a falar não para algumas coisas. Não tem sido fácil tomar esta decisão, ainda estou em uma fase de adaptação, em uma fase de “formação”. Posso usar como exemplo uma árvore que deu muitos frutos, porém após a colheita ela se sente enfraquecida e se não for cuidada não poderá render novos frutos em abundância. Eu hoje sou esta árvore, que se encontra fraca, com parasitas e precisando de cuidados, e Deus veio ao meu auxílio para podar os galhos que me enfraquecem, retirar a parasita que me consome, colocar adubo, regar, enfim, me preparar para uma nova colheita. Agradeço imensamente a Deus por isto que estou vivendo, e louvo ao Senhor pela graça de poder hoje partilhar esta realidade.

Ontem enquanto eu redigia este texto me lembrei de uma música que fala exatamente deste momento que estou vivendo, se chama abandono. O refrão diz o seguinte: “Olhe pro alto, sinta esta luz, é no abandono que me encontras plenamente, deixe que eu me apresente eu sou Jesus!”

video

Meu Senhor, obrigado por se revelar a mim de uma forma tão amorosa e simples, foi exatamente no abandono que me encontrei novamente contigo e pude ver que existe uma luz que vem do alto para me guiar. Senhor não deixe novamente que a minha fraqueza me faça acreditar que estou na escuridão, pois somente o Senhor é a luz da minha vida que nunca se apagará! Confio em vós Senhor!

Queridos irmãos, aproveito a oportunidade para pedir a todos que rezem por mim e por todos que não conhecemos mas que passam por momentos de solidão, aridez e precisam olhar para o alto!

PRATO DO DIA:
Livro: Vencendo Aflições, Alcançando Milagres – Márcio Mendes

AO SOM DE:
Abandono – Adriana
Após o Temporal – Rosa de Saron
Deus Cuida de Mim – Salette Ferreira

"JESUS EU CONFIO EM VÓS!"

Deus nos abençoe!
Seu amigo irmão Luiz Alfredo