quinta-feira, 2 de outubro de 2008

O QUE ME TORNA IMPURO?














Olá irmãos em Cristo. Paz e Bem a todos!

Quantos de nós não caímos dia-a-dia na tentação de falar de algum irmão que nos ofendeu, de alguém que fez algo de errado ou até mesmo tirarmos nossas próprias conclusões de certas atitudes, caindo no "julgamento" das pessoas? É algo que está a nossa volta e a todo momento corremos o risco de cometer este pecado. Eu mesmo passo por isso, seja em casa, no trabalho ou aqui na internet.

Durante este mês de setembro, fiz uma "Quaresma em Honra a São Miguel Arcanjo" que terminou no dia 29 de setembro, e no decorrer desses 40 dias, fui refletindo sobre as atitudes que me afastam de Deus, e a Palavra de Deus me mostrou uma passagem que falou diretamente ao meu coração.

"Mas o que sai da boca vem do coração, e isso é que torna impuro. É do coração que saem as más intenções: homicídios, adultérios, imoralidade sexual, roubos, falsos testemunhos e calúnias. Isso é que torna alguém impuro." (Mt 15, 18-20)

Falar por impulso, na hora da raiva... falar o que dá vontade de falar, sem pensar nas consequências... fazer apenas um comentário do que se passou... são nessas horas que caio na tentação e falo o que não deveria. Todos nós temos aquele dia em que não estamos tolerantes para ouvir qualquer coisa, e parece que tudo nos irrita, são nesses dias que precisamos praticar o silêncio e a oração, nesses dias que precisamos voltar nosso olhar para nosso coração e fazer o seguinte questionamento: Meu coração é templo do Espírito Santo? Como posso deixar a mágoa, o ressentimento e a tristeza falarem mais alto do que o amor?

Podemos ainda fazer outras perguntas para ver o que nos levou a tomar tal atitude: Porque é mais facil falar um palavrão do que se calar? Porque é mais fácil fazer um comentário e criticar o irmão, do que chamá-lo para conversar e esclarecer o que se passou?




















Eu falo muitas vezes sem pensar, e logo vem o arrependimento de ter falado, isso é sinal de que preciso constantemente praticar a oração e o silêncio, preciso aprender com Maria a silenciar meu coração e não deixar a dor falar mais alto.

Agora me diga, quem são as primeiras vitmas dessa irritação? Sim, são as pessoas que nos amam mais, as mais próximas de nossa intimidade, elas são as primeiras a sofrerem com este "descontrole". Em meu caso acabo afendendo minha avó, minha irmã, meus colegas de trabalho, pois são as pessoas que estão mais próximas de mim e me conhecem por completo, e eles são as primeiras vítimas de palavras que não deveraim ser faladas naquela hora... acredito que aconteça o mesmo com seu namorado ou namorada, com seus pais, irmãos e amigos mais próximos... isso gera uma tristeza em nosso coração e um arrependimento de ter falado...

Meus irmãos o que me motivou a escrever sobre este assunto aqui foi o fato de que esta tristeza de muitas vezes cair neste pecado, é superada pela alegria da Misericórdia do Senhor, somente através do sacramento da Confissão e de muita oração é que podemos superar este pecado.

Vamos pedir a Deus a graça de um coração puro, repleto do Espírito Santo e do amor de Deus para nossos irmãos:

Senhor dê-me um coração puro e capaz de amar sem julgar. Preciso esvaziar-me de toda a mágoa e rancor, de toda a tentação de criticar o erro de meu irmão, e que este espaço hoje seja preenchido de misericórdia. Entrego Senhor em tuas mãos esse sentimento que me leva a cometer este pecado, quero ter um coração novo, renovado pelo Espírito, preciso ser diferente! Obrigado Senhor por colocar em minha boca este arrependimento de vos ter ofendido na pessoa do meu irmão, pois o que sai da minha boca vem de um coração verdadeiramente arrependido de ter errado. Senhor tende piedade de mim que sou pecador! Amém.

Acredito meus irmãos que o Senhor hoje começa a fazer uma transformação na vida de cada um de nós que proclamamos que precisamos ser diferentes, e anunciamos pela própria boca o arrependimento que brotou no coração.

Tire hoje um momento de intimidade com Deus e reze o Salmo 51 (Salmo 50 na Bíblia Ave Maria), deixe que as palavras do salmo soem de sua boca, mas tenham a origem no coração, faça essa experiência de intimidade com o Senhor através da Palavra.

PRATO DO DIA:
Livro: Amar, chamado divino, vocação humana - Simone Pereira
Livro: Série Combatentes - Monsenhor Jonas Abib
Livro: Confessar-se como? Por que?

AO SOM DE:
Tu és meu - Missionário Shalom
Sopra Em Mim Teu Canto - Missionário Shalom
Tarde de Amei - Ir. Kelly Patrícia
Sede Perfeitos - Ir. Kelly Patrícia

"JESUS EU CONFIO EM VÓS!"

Deus nos abençoe!
Seu amigo irmão Luiz Alfredo


3 comentários:

Igor Mascarenhas disse...

A cada dia eu aprendo mais com o silêncio...

E tento aprender com os meus erros.

E assim como escrevi no meu blog, pesso ao E.S forças para renascer a cada dia, pois como dizia Thomas Merton, precisamos renascer para que sejamos nós mesmos, sejamos aquilo que o pecado nos afastou.

valeu por suas palavras, me animaram, levantaram um novo jovem revolucionário.

tamu junto

Polêmica disse...

Quando eu falo demais e falo o que não devo, na maioria das vezes a vítima é minha mãe. É horrível o arrependimento e o sentimento de culpa que sinto depois. Agir por impulso só nos traz arrependimentos. POrtanto vamos pedir muito à Deus que nos ajude a ficarmos em silêncio, precisamos de sabedoria.

Beijinhos!

Gabriel Vasconcelos disse...

É preciso fazer um relatório daquilo que ocorreu no nosso dia, assim como um diário, e contar nele, as coisas que nos desagradaram, assim como o que nós fizemos de errado, e o que magoou os outros...

e assim, ver o que posso fazer pra melhorar esse meu jeito de ser, enfim, buscar a Santidade!

Parabéns pelo post Luiz!

Tamu Junto nessa caminhada! Em breve eu posto alguma coisa!