quinta-feira, 5 de novembro de 2009

Minha força e vitória é Jesus!

Todo joelho se dobrará, e toda lingua proclamará que Jesus Cristo é o Senhor...
Nada poderá me abalar, nada poderá me derrotar, pois minha força e vitória tem um nome; é Jesus! Pois minha força e vitória é Jesus!

Depois dessas lindas palavras acima, você já deve ter uma noção daquilo que eu falarei hoje: Minha força e vitória é Jesus!

Por que?

Resolvi falar hoje da minha experiência de vida com Jesus, de tudo aquilo que vivemos ao longo da minha história, que eu já coloquei aqui faz um tempo. Se você ler os posts que escrevi ao longo desse ano, você perceberá que eles falam de sofrimento e esperança, porque era justamente essa experiência que eu vivi e estou vivendo ainda.

Nesse ano eu havia iniciado uma etapa do caminho vocacional com a comunidade Canção Nova, que são os encontros vocacionais, logo após a entrevista vocacional, que eu fiz em São Paulo, me mudei pra Lorena, e aí fiz os encontros em Cachoeira Paulista, na sede da comunidade. Fiz o REDÃO ( A rede de pesca) no final de fevereiro, não vou falar como foi em detalhes, pois não estou autorizado a falar o que acontece nos encontros vocacionais. Depois do REDÃO, fui chamado a fazer o 1º encontro vocacional, nisso já tinha meu acompanhador ( que não vou revelar quem era). Ao final do 1º encontro, eu recebi uma notícia um tanto que inesperada, eu recebi uma carta da equipe vocacional da CN dizendo que eu sou um amigo da CN, ou seja, não faço mais caminho vocacional.

No dia em que recebi essa carta, eu confesso que chorei demais, apesar de já estar me preparando pra qualquer resposta, inclusive um NÃO, eu sofri muito com essa resposta, e com isso, passei por um tempo de aridez espiritual, pois acabei me revoltando com Deus e com sua vontade pra mim. Eu não queria saber de rezar, de ler a bíblia e até mesmo de ir à missa no domingo, enfim, passei um tempo em depressão com as coisas de Deus. O interessante é que, não desanimei com a escola, com as amizades, com a familia... apenas com as coisas de Deus. Nesse tempo, continuei frequentando a casa de evangelização de Lorena, e a convite da Kátia Simone, que é a coordenadora da casa, fui participar de um retiro chamado "Maranathá", onde pude experimentar Deus me resgatando, me erguendo do chão. Eu experimentei o amor de um Deus que está perto de todo aquele que o invoca. Vivi uma experiência de consolação divina.

Como Deus é misericordioso conosco! Aprontamos tanto com ele, nos revoltamos, blasfemamos... e Deus como pai amoroso que é, e como o Senhor que conhece o que há nos nossos corações, age com misericórdia.

Depois dessa experiência com Deus, eu me reconciliei com o Senhor, me reconciliei com a Canção Nova, que até então guardei uma certa mágoa por causa da carta, pensando que era culpa do conselho da comunidade, que olhou pros meus dados e documentos, cartas e aquilo houve nos encontros e disseram: Esse aqui não serve! - Mas não foi isso que aconteceu, eu pude compreender que era de fato vontade de Deus pra mim naquele tempo e continua sendo, pois pude enxergar que eu precisava e preciso ser formado e muito lapidado, pude perceber que não estou pronto para a Canção Nova ainda. Depois disso me apeguei mais a Jesus, pois foi nele que recobrei minhas forças pra caminhar e venci muitas barreiras na minha vida. O Senhor continua me dando forças pra lutar e vencer as barreiras. Estou combatendo o bom combate, por que a recompensa é o céu.

Foi fazendo essa análise da minha vida que pude perceber que nada poderá me abalar, nem me derrotar , pois minha força e vitória é Jesus. E hoje, com certeza posso dizer: Não desanime!! Espera no Senhor e tem coragem!! O senhor Jesus é nossa força e vitória, nele somos mais que vencedores!

A paz de cristo esteja com todos nós!
com carinho e orações,
Gabriel Vasconcelos

2 comentários:

Gabriel Vasconcelos disse...

Acesse também meu blog pessoal, para que você saiba um pouco mais de mim!

●๋• тнαi иαรciмєитσ disse...

É sempre bom acompanhar o testemunho de um irmão. Sabe, de vez em quando Deus nos dá um "Não" q mais tarde se manifesta o melhor q podia nos acontecer, embora na hora nos dê vontade mesmo é de bater o pé...

Costumo dizer q a maior dor da minha vida foi a cola q começou a me grudar em Jesus. Agora n quero soltar nunca mais!!!

Estou seguindo o teu blog, e sinceramente espero q vc consiga ganhar o selo do Dominus Vobiscum. O meu blog tb está concorrendo (n esse da blogspot, mas o http://thai.nascimento.zip.net)
Deus te abençoe!